México: As Pirâmides de Teotihuacan

dscn0330

Visitando as pirâmides por conta própria!

Não dá para ir a Cidade do México e não conhecer as pirâmides de Teotihuacan. É como vir ao Rio e não conhecer o Cristo ou o Pão de Açucar, entende? E embora as pirâmides fiquem um pouco afastadas do centro, seu caminho até lá não é difícil. E é possível fazer essa viagem sem precisar contratar uma excursão! Dá pra economizar uma grana!

Continue reading “México: As Pirâmides de Teotihuacan”

México: Chegando a Oaxaca

Na minha viagem ao México conheci a capital, Cidade do México e a cidade de Oaxaca, no estado de mesmo nome. Oaxaca se pronuncia /oarraca/ e fica no sul do país. Não existe voo direto do Brasil a esse estado. Para se chegar até lá indo do Brasil, você terá que passar pela Cidade do México ou Cancún.

DSCN0508

Depois de 5 dias na Cidade do México, tinha chegado a hora de partir para o meu próximo destino: a cidade de Oaxaca, a 470km da capital mexicana. Parti bem cedo no taxi que a dona do albergue tinha pedido para mim no dia anterior e fui até a rodoviária TAPO. Há duas rodoviárias na Cidade do México, porém a linha de ônibus ADO que faz esse trajeto até Oaxaca sai dessa TAPO. Você pode ir de avião ou alugar um carro também. Como o avião sairia bem mais caro, e eu não dirijo, fui de ônibus mesmo e não me arrependo nem um pouco, porque a paisagem que você verá no caminho é linda demais.Por isso eu sugiro escolher viajar na janela para admirar a vista por onde passar. A viagem dura 6 horas, em média, e o ônibus é muito confortável. Nessa viagem deu para assistir a uns dois filmes inteiros. Sim, eles passam filmes durante a viagem!

DSCN0380

Uma das coisas que mais me impressionou no México foi a semelhança com o Brasil. Em todo percurso da Cidade do México a Oaxaca eu me sentia percorrendo a estrada que vai do Rio a Região dos Lagos. A cada paisagem, eu queria sair do ônibus para tirar foto.

1465765572798

Para fechar o post, se forem visitar a Cidade do México ou mesmo Cancún, inclua Oaxaca na viagem, principalmente se for no período que acontece a Guelaguetza.

 

TAPO

Endereço: Calz. Ignacio Zaragoza 200, Venustiano Carranza, 10 de Mayo, 15290 Ciudad de México, D.F., México

Site da ADO: http://www.ado.com.mx/ado/index.jsp

Mais sobre Oaxaca num outro post….

 

México: minha experiência no cinema mexicano

Uma de minhas paixões é o cinema. Nas minhas viagens internacionais, quando possível, procuro conhecer o cinema local. Quando digo isso me refiro a assistir um filme como uma pessoa local.

Minha experiência assistindo filme num cinema mexicano foi engraçada. Como eu estava BF_Payoff_1-Sht_v8_Lg-1309x1940.jpghospedado perto do Reforma 222, resolvi ir até lá uma noite conferir o que estava passando. Na época estava passando Homem-Formiga e foi o filme que escolhi assistir entre as opções da época.

Como no Brasil, eu tinha a opção de assistir em inglês com legendas no idioma local ou dublado em espanhol. Como meu espanhol era intermediário na época, resolvi escolher assistir dublado. O mais engraçado aconteceu quando eu fui comprar o ingresso. Cheguei na bilheteria e quando a moça abriu a boca para me dar boa noite e perguntar o que eu queria assistir, eu travei. Travei porque não tinha entendido uma palavra que ela disse. Sabe quando a professora do Charlie Brown fala e só se escutamos blá blá blá? Foi assim, só que muito mais rápido. Ao perceber que eu não tinha entendido nada, ela repetiu de forma mais lenta. Foi ai que consegui entender.

20150720_202209Minha agonia não acabou nesse momento. Nesse cinema, da rede Cinemex, você tem que escolher a poltrona que quer sentar. Cada assento corresponde a uma letra e número do alfabeto. Algo como B3, A2. Tipo batalha naval. Eu sabia o alfabeto em espanhol, com exceção de algumas letras. O mais natural é você escolher uma letra que conhece a fim de não passar vergonha, né? Eu não. Por algum motivo eu resolvi, incoscientemente, escolher uma letra que eu não sabia pronunciar. Talvez eu achasse que soubesse, mas logo descobri o contrário. Assim, escolhi a letra “H” e disse “aca”. É claro que a mulher não entendeu. Repeti mais uma vez “aca”. A mulher não entendeu, então ela resolveu girar o monitor e me mostrar os assentos. Eu, sem graça, apontei para o “H”. Então ela soltou um “ahhh, ACHE”.  Isso, ache, repeti. Todo sem graça, mas com o bilhete na mão saí da fila e fui assistir meu filme pensando na história que eu acabara de colecionar para contar quando voltasse para o Brasil

CURIOSIDADE

Algo interessante sobre as salas de cinema no México. Existe uma sala PREMIUM, mais cara que as salas normais, claro. Nessa sala você recebe um cardápio e escolhe o que comer como se estivesse num restaurante. Não escolhi essa sala, porque tento economizar o máximo que der nas minhas viagens, mas fiquei com muita curiosidade em saber como seria essa comida. Quem sabe na próxima?

 

Site do Reforma 222: https://cinemex.com/cine/237/cinemex-reforma-222